O seu E-commerce de Sucesso, baixo custo e dentro da Lei.

O seu E-commerce de Sucesso, baixo custo e dentro da Lei.

Atualmente, muitos empreendedores migram o seu negócio para o espaço virtual. A ideia é economizar tempo, espaço, recursos e, ao mesmo tempo, alcançar o maior número de pessoas possível.

No entanto, apesar dos e-commerces terem surgido a mais de 20 anos no Brasil, muito empreendedores brasileiros ainda não sabem como criar e manter essa forma de empreendimento.

Mas não se preocupe! Eu vou lhe mostrar as noções básicas sobre E-commerce para você abrir o seu negócio on-line de baixo custo e se tornar um empreendedor de sucesso.

Vamos lá!

O seu E-commerce de Sucesso

E-commerce significa “eletronic commerce”, tendo como tradução comércio eletrônico, ou seja, em sentido amplo, podemos dizer que é todo o comércio realizado através de meios eletrônicos.

Porque um e-commerce pode ser um negócio de sucesso? Primeiro porque ele oferece mais facilidade e maior abrangência de variedade de nichos de mercado. Segundo porque, com pouco investimento, você pode lucrar muito mais do que com um negócio tradicional. Com um bom planejamento e o estudo do uso das ferramentas digitais, os negócios de vendas on line crescem de forma exponencial.

Outro ponto positivo é a atração de uma grande quantidade de pessoas de nichos de mercados específicos. Se o público consumidor da sua cidade for pequeno, não tem problema, pois você pode atingir outros estados, municípios ou mesmo o país como um todo.

Como abrir seu e-commerce com baixo custo

O primeiro passo para abrir seu e-commerce é descobrir com qual produto ou serviço você irá proporcionar bem estar, facilidade, beleza, conhecimento ou outra utilidade. Em outras palavras: qual problema o seu produto irá solucionar? Assim, é preciso descobrir em qual nicho de mercado você irá atuar.

O baixo custo do seu e-commerce vai ser definido pelo tipo de produto que você escolher, como por exemplo se você optar em vender meias, pode-se estimar a quantidade necessária para cobrir as despesas iniciais do seu estoque e, nesse caso, o seu custo será bem menor do que o daquele empresário que deseja vender celulares iphone.

Você também deve definir o público alvo para o seu e-commerce. Procure saber onde estão os seus potenciais clientes, e faça as perguntas certas: o que eles fazem? Como fazem? Que lugares frequentariam? O que gostam de conversar? E daí por diante. Resumindo, conheça o seu público.

Com isso, você pode atender as expectativas dos seus clientes e atender da melhor forma as oportunidades oferecidas pelo mercado.

E porque abrir um e-commerce tem baixo custo?

Primeiro porque a operação é facilitada, pois você sequer precisa ter um espaço físico para iniciar, podendo usar a sua própria casa, reduzindo assim aqueles custos que já estamos acostumados a colocar no papel como por exemplo aluguel, condomínio, Tributos dentre outros.

Segundo, porque não é obrigatório contratar uma equipe, pois a depender do negócio você pode abrir e trabalhar sozinho.

Além disso, não há necessidade de estoque disponível na prateleira, pois as vendas acontecem por demandas, podendo ter um estoque reduzido. Você pode até optar por modelos de negócios em que sua loja representa outras lojas, ficando a cargo dessas o encaminhamento dos produtos.

Escolhendo a sua plataforma

Outro passo para estabelecer o baixo custo do seu ecommerce é a escolha da plataforma onde ele vai operar.

Basicamente há três formas de plataformas no mercado: gratuitas, de código fonte aberto e as pagas. As principais diferenças entre elas relacionam-se aos recursos oferecidos. Por exemplo, uma plataforma gratuita apresenta limite na quantidade de produtos e na customização da loja. Já uma plataforma paga, além de oferecer a possibilidade de exibir mais produtos, também oferece mais opções de customização. Existem várias plataformas no mercado. Procure aquela que mais se adequar ao seu orçamento e que ofereça recursos e ferramentas mais acessíveis ao usuário iniciante.

O site “e-commerce na prática” (site) indica como plataforma de baixo custo a Woocommerce, que é gratuita e permite a integração ao WordPress para transformá-lo em um ecommerce. Para acessar o Woocomerce, clique aqui:

(Se você ainda não sabe, o WordPress é uma plataforma de sites que permite que o usuário faça edições e alterações no seu site da forma que desejar. Visite o site do WordPress para saber mais:wwww )

Outra plataforma para seu ecommerce é a Loja Integrada, pois é simples e fácil de ser utilizada tanto pelo empreendedor quanto pelo cliente. Aqui está a URL da loja integrada: https://lojaintegrada.com.br/.

Como abrir seu e-commerce dentro da lei?

Como todo empreendimento, a lei regula as formas legais para que essa empresa ganhe personalidade jurídica e possa contrair as obrigações jurídicas, conforme o artigo 967 do CC que assim prevê:

“Art. 966. É obrigatória a inscrição do empresário no registro público de empresas mercantis da respectiva sede, antes do início de sua atividade.”

Portanto o primeiro passo jurídico é ter o seu CNPJ!

O código Civil estabelece 5(cinco) tipos de sociedades em que o empreendedor pode escolher a depender do tipo do seu negócio, sendo eles:

  • Sociedade em Nome Coletivo;
  • Sociedade em Comandita Simples;
  • Sociedade em Comandita Por Ações;
  • Sociedade Anônima;
  • Sociedade Limitada.

Se a empresa for inicialmente pequena, e dependendo da atividade realizada, ela pode ser iniciada como MEI – Micro Empreendedor Individual, cujo cadastro pode ser realizado de forma simples no site do portal do microempreendedor. Para acessar o site clique aqui: http://www.portaldoempreendedor.gov.br/)

Caso não se trate de uma microempresa, é necessário realizar a análise de uma forma mais detalhada, e para isso é importante a orientação de um advogado para traçar, juntamente com o empreendedor, o melhor tipo societário para iniciar as atividades.

Dentre as demais formas de abertura de uma e-commerce dentro da lei está a figura do Empresa Individual de Responsabilidade ilimitada – EIRELI, este tipo societário vem descrito no artigo 980-A que assim prevê:

Artigo. 980-A. A empresa individual de responsabilidade limitada será constituída por uma única pessoa titular da totalidade do capital social, devidamente integralizado, que não será inferior a 100(cem) vezes o maior salário mínimo vigente do País.

E na sequência, outro tipo societário que também é muito usual é a sociedade empresária de responsabilidade limitada – LTDA, prevista no artigo 1.052 do CC:

Artigo. 1052. Na sociedade limitada, a responsabilidade de cada sócio é restrita ao valor de suas cotas, mas todos respondem solidariamente pela integralização do capital social.

Esses tipos societários são os mais utilizados, cabendo ao empreendedor escolher um deles de acordo com os seus negócios e com o auxílio de um advogado.

Para o registro da sociedade escolhida, salvo se o tipo for MEI, é necessária a elaboração de um contrato social e que ela seja apresentada na junta comercial do local onde será estabelecida a empresa.

Como informo o endereço fiscal para minha loja virtual?

Mesmo que sua empresa virtual não tenha um espaço físico, a prefeitura ou órgãos estaduais e a receita federal solicitam um endereço físico.

Dessa forma, o melhor a fazer é pesquisar previamente o endereço que você deseja indicar e que pode ser, por exemplo, a sua residência.

Outra dica é contratar um endereço virtual nos espaços de coworking.

Gostou do nosso conteúdo? Então, deixe um like. Se não gostou, deixe seu comentário, e nós iremos criar textos cada vez melhores para você.

 

Fontes:

https://aipress.com.br/como-surgiu-o-e-commerce-ai-press/

https://ecommercenapratica.com/qual-o-investimento-para-abrir-um-ecommerce/

https://ecommercenapratica.com/como-criar-uma-loja-virtual-comparador-de-plataformas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Somos da Romana Advocacia. Em que podemos te ajudar?

× Fale com a advogada!